Seja bem-vindo
,18/07/2024

  • A +
  • A -

Os ‘memes’ que fizeram sucesso na internet que já morreram e você não sabia

emoff.correiobraziliense.com.br
Os ‘memes’ que fizeram sucesso na internet que já morreram e você não sabia
Publicidade

Famosos por uma única frase ou uma atitude espontânea eles se tornaram memes e hoje deixam saudade

A rapidez da divulgação de mensagens na internet fez surgir o fenômeno dos memes, que geralmente são usados como piada, mas que podem ser utilizados como um meio criativo em campanhas publicitárias, propagandas políticas, divulgação de marcas, campanhas de conscientização, enfim, uma infinidade de objetivos. Mas geralmente, os memes que fazem sucesso nascem de forma espontânea e são criados por pessoas comuns.









Publicidade
Para relembrar alguns desses personagens que viraram meme, seja por uma única frase, por uma reação espontânea ou mesmo pelo seu jeito de ser ‘peculiar’, o Em Off decidiu relembrar alguns autores de memes famosos que já morreram e deixaram saudades.





Gil Brother Away











Gil Brother Away, ou Away de Petrópolis, ficou conhecido inicialmente ao fazer parte do grupo Hermes e Renato, que fez muito sucesso na MTV no final da década de 90. Jaime Gil da Costa seguiu fazendo sucesso nas redes sociais após sair do grupo, com seu jeito debochado e engraçado. Away morreu em dezembro de 2023, aos 66 anos, meses após sofrer um AVC.





 Ronaldo Cordeiro, “que onda é essa mermão”











Ronaldo Cordeiro de Morais ficou conhecido em todo o país após uma entrevista à um programa policial, enquanto estava sendo preso por assalto. Ao ser questionado pelo repórter, Ronaldo olha para ele e diz: “Que onda é essa mermão”? Após se tornar conhecido, Ronaldo tentou mudar de vida, chegou a começar a vender comida nas praias de Natal, mas acabou sendo assassinado, em janeiro de 2016, poucos meses após se tornar conhecido na internet.





Jailson Mendes, “ai, que delícia cara”











Jocione Mendonça, mais conhecido como Jailson Mendes, atuou em algumas produções pornôs gays, mas sua fama veio por meio de apenas uma frase: “ai, que delícia cara”. Após o estouro com o meme, Jailson criou um canal no You Tube, chamado “ai, que delícia”, em que mostrava vídeos com tarefas do dia a dia, como cozinhar ou jogar vídeo game e afirmava que tinha o objetivo de “mostrar que ser homossexual não é aberração nem doença”.  Jailson morreu no dia 29 de junho de 2018, aos 48 anos, após sofrer um infarto.





“Ai pai, para” e “tô impactada”, Mário Célio











Mário Célio após gravar um vídeo em que pedia ajuda financeira para o pai, que estava doente No vídeo, o pai de Mário Célio aparece ao fundo e bate no filho com uma bengala, no que ele reage com a frase que ficou conhecida em todo o país: “Ai pai, para”. Após a viralização do vídeo, Mário Célio participou de programas de TV e lançou até música. Mas em maio de 2018, o pai de Mário Célio veio a óbito.





Mike de Mosqueiro, “Tchanana nanana”











Mike de Mosqueiro fez sucesso com sua música inconfundível “Tchanana nanana”, que misturava irreverencia e potencial vocal. O vídeo em que aparece tocando violão e cantando foi sucesso instantâneo em 2009 e levou Mike a participar do quadro “Se vira nos 30” do Domingão do Faustão. Mike morreu em março de 2013, meses após ser vítima de atropelamento nas ruas de Mosqueiro, no Pará.





Stephany Rosa, “bêbada de Curitiba”











Em 2012, Stephany Rosa foi detida pela polícia ao ser flagrada dirigindo com sinais de embriaguez. Emissoras de TV que acompanhavam a ação da polícia decidiram entrevistar Stepahny e o resultado foi um meme instantâneo. Com respostas engraçadas e ataques de riso, A jovem ficou conhecida em todo o Brasil. Stephany morreu em 2020 após 2 anos de tratamento contra um câncer no ovário.





Jotinha, “o rei do whatsapp”











O humorista Jotinha era conhecido por seus inúmeros áudios virais que repercutiam no Whatsapp como: “minha vó me dizia, meu filho, meu filho, tu vai vê coisa, tu vai vê coisa”, “vai cair um delúvio”, “o bambu tá gemendo”. Jotinha morreu em novembro de 2020, em decorrência da Covid-19.





Iatami Alves Bezerra, “me dê, papai”











Iatami se tornou famoso em 2015 com o meme “me dê, papai”. No vídeo, Iatami, que era mais conhecido como Zé Iaiá, era chamado de “meu fi” e era perguntado se queria comer bolacha, café ou leite, e recusava todas as opções, fazendo cara de choro. Em seguida o autor do vídeo perguntava se ele queria cachaça, ele então abre um sorriso e solta a frase que o deixou conhecido: “me dê, papai”. Iatami morreu em julho de 2022, aos 56 anos, na cidade de Tauá (CE).


O post Os ‘memes’ que fizeram sucesso na internet que já morreram e você não sabia apareceu primeiro em EM OFF.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.